Últimas

Sente-se roubado? A culpa é do Júri!

loading...

O mês de Março foi tão rico em histórias dignas da exclamação, “C’um catano!”, que nem sabia bem o que escrever. Inicialmente pensei em escrever sobre o misterioso desaparecimento do avião da Malaysia Airlines, mas rapidamente tirei daí o sentido. Até porque é um assunto sério de mais para estar aqui a brincar e porque sabia que me estava a colocar, mesmo a jeito, para o Bruno de Carvalho vir até ao Magazine MaisOpinião refilar comigo. É que já estou mesmo a imaginar o discurso dele…

“Ahh e tal, desapareceu um avião na Malásia e fizeram logo um grande alarido… Agora quando desapareceu 7 pontos de um dos maiores clubes de Portugal – o Sporting – ninguém falou, não é verdade? Pois… É sempre a mesma coisa…”

ou então:

“Ahh e tal, um avião onde iam 237 pessoas é importante, agora um clube que tem não sei quantos mil adeptos não interessa para nada, não é? Sinceramente…”

(Confesso que era para ter pesquisado quantos adeptos é que o Sporting tem mas não achei que não mereciam o trabalho de pesquisa. Eh Eh!) 

“Isto é tudo muito bonito mas é porque é para os outros, quase que aposto que se calha a ser um avião que transportasse a equipa toda do Sporting, ninguém falava… É sempre a mesma coisa…É um conluio contra nós, é o que é!”

Bruno

Assim que pensei em futebol lembrei-me logo do Ricardo Quaresma e da confusão que ele armou no final do jogo contra o Nacional da Madeira. A tentativa de ele “desatar à batatada” com Gomaa – o jogador da equipa adversária – era digna de destaque. Mas após alguns segundos de reflexão percebi que afinal de contas aquela zaragata toda não merecia destaque algum. Ao fim ao cabo toda aquela “peixeirada” era normal para o “Mustang” do F.C.P. (Ou o “Ford Transit” como eu carinhosamente lhe costumo chamar.) E, como tal, não era digno da honra de ser mencionado nesta rubrica! Quanto muito, o único destaque que lhe poderia dar era pela falta de visão para o negócio que o cigano demonstrou. Então com tanta gente, ali de volta dele, ele não aproveitou para vender uns óculos “RayBantes” a ninguém? Pff… Uma desonra para a família.

Quaresma

Ora portanto… Do que falar… Do que escrever…Não me estou a lembrar… Do que possa dizer… (Hum… Isto soou um tanto ou quanto musical…) AHH! Já sei, claro! Que cabeça a minha… Vou escrever sobre a musica vencedora do Festival da Canção: “Quero ir nua.” Ups, peço desculpa, enganei-me: “Quero ser tua.”.

Ora portanto, o que dizer sobre esta música? O que dizer…? O que dizer…? A música é uma Porcaria! Pronto, já está! Creio que não vale a pena dizer mais nada sobre este assunto…

Suzy_FestivalCanção

No entanto no campo musical existem outros assuntos dignos de menção nesta rubrica. Quem é que já viu o programa, The Voice – Portugal? Alguém me consegue explicar o que é aquilo? Anselmo Ralph, Mickael Carreira, Rui Reininho e Marisa Liz (dos Amor Electro) em conjunto como júris? Epá o Rui Reininho e a Marisa Liz ainda aceito, agora Anselmo Ralph e Mickael Carreira??? Sinceramente não entendo onde é que esta gente da RTP foi buscar tais ideias…
Quer dizer, pensando bem até consigo entender… Provavelmente a  ideia de colocarem lá o Mickael Carreira e o Anselmo Ralph, como júris, deve ter vindo da mesma cabecinha pensadora que escolheu a Suzy como vencedora do Festival da Canção. Possivelmente um funcionário jurássico da RTP, ex-combatente do Ultramar e mega-fã da fusão da música “Pimba” com os “wawawewawes” de África. O que explicaria assim a escolha destes três “artistas” para aparecerem na televisão pública. Ou isso, ou então algum amigo intimo do Emanuel e do Tony Carreira que trabalhe por lá… Mas como eu não sou um gajo de fazer intrigas vou-me ficar pela primeira opção.

TheVoice

Para terminar quero apenas deixar dois conselhos aos meus leitores.

Primeiro – ao jeito da D. Isabel Jonet: Sr. Desempregado, largue o Facebook. Se não tiver o que fazer leia o Magazine MaisOpinião. Se já leu tudo que lhe oferecemos então use o meu segundo conselho…

Segundo – ao jeito do P.S. sobre a reciclagem dos sacos plásticos: Já leu todas as crónicas do Magazine MaisOpinião? Vá ler as do site MaisOpinião. Já leu essas também? Então re-leia todos os meus artigos. Não ande é por aí a ler crónicas noutros sítios, ok? Já a minha avó dizia: “Quem lê e relê gosta sempre daquilo que vê!”. É porque se o leitor calha a descobrir uma crónica com mais piada que a minha (o que não é difícil) nunca mais “lhe ponho a vista em cima” ou neste caso “as letras à frente…”. E depois vou ter de me dedicar ao mundo da música também. E acredite em mim quando lhe digo, que você não vai querer isso… EH! EH! “C’um Catano!”

Artigo de Gil Oliveira

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top