Música

Os Concertos Mais Aguardados de 2016!

loading...

A época dos festivais, está a aproximar-se a olhos vistos e com ela surgem alguns concertos muito aguardados para o ano de 2016. No entanto há vida para lá dos festivais, e são já inúmeros os nomes que nos farão uma visita com concertos em nome próprio, de Florence and the Machine, a AC/DC, passando por Adele e terminando em The Cure. Apresento a seguir a lista dos concertos que aguardo com mais expectativa neste novo ano.

Eagles of Death Metal – 5 de Março – Coliseu dos Recreios

A banda americana de rock alternativo Eagles of Death Metal, re-agendou a sua digressão europeia, que havia sido cancelada devido aos trágicos atentados terroristas em Paris (era a banda que se encontrava em concerto no Bataclan). O concerto de Portugal não foi excepção e assim Jesse Hughes e Joss Homme (que desta vez deverá estar presente na digressão), têm encontro marcado com o público português para dia 5 de Março. O concerto inicialmente agendado para o Armazém F, encontrava-se há muito esgotado, motivo pelo qual mudou de sala, desta vez será o Coliseu dos Recreios a receber a banda que editou este ano, Zipper Down. Todos aqueles que possuíam bilhete para o armazém F, o mesmo é válido para esta nova data, para os restantes, os bilhetes ainda estão disponíveis e custam €26.

Angel Olsen – 17 de Março – Galeria Zé dos Bois

A cantora e compositora americana Angel Olsen, vai voltar a apaixonar Lisboa com o seu indie rock/folk. Relembro que se estreou no nosso país no ano passado com passagens por Guimarães e Lisboa, regressando agora novamente à Galeria Zé dos Bois. Angel Olsen estará no nosso país a inspirar-se e a compor novos temas que, possivelmente, integrarão o sucessor de “Burn Fire for No Witness”, editado em 2014. Permanecerá em Portugal, entre os dias 12 e 26 de Março, no entanto o encontro com o público está agendado para dia 17 às 22h00. Os bilhetes custam €15.

Florence + The Machine – 18 de Abril – Meo Arena

Os Florence + The Machine, projecto inglês liderado por Florence Welch, estão de regresso a Portugal em Abril de 2016, após em 2015 terem actuado no Super Bock Super Rock. O concerto desta vez será em nome próprio, e está agendado para dia 18 de Abril, sendo que os preços variam entre os €31 e os €46. Relembro que o último disco de originais, “How Big, How Blue, How Beautiful”, foi editado em Maio de 2015. Já tive oportunidade de assistir a diversos concertos de Florence, inclusive ao primeiro por terras nacionais, numa Aula Magna a “rebentar pelas costuras” e asseguro que ao vivo é absolutamente brilhante.

AC/DC – 7 de Maio – Passeio Marítimo de Algés

A mítica banda australiana de hard rock, AC/DC regressa ao nosso país seis anos depois, para um concerto agendado dia 7 de Maio no Passeio Marítimo de Algés. Os AC/DC contam com mais de quarenta anos de carreira, tendo editado em 2014 o mais recente disco “Rock or Bust”, que serve de mote a esta digressão. Os bilhetes tinham o preço único de €65 e já esgotaram há muito tempo. Além dos temas que integram o último álbum e avaliando o resto da digressão, clássicos como “Shoot to Thrill”, “Back in Black”, “Thunderstruck”, “High Voltage”, “Hells Bells”, “You Shook Me All Night Long”, “Let There Be Rock” e “Highway To Hell” com certeza farão parte da setlist.

Adele –  21 e 22 de Maio – Meo Arena

A cantora inglesa Adele, estreia-se finalmente em Portugal, após dois discos, 19 e 21, que foram verdadeiros sucessos de vendas. Após um hiato de quatro anos, que agora teve fim com o lançamento recente do seu terceiro álbum, 25, prepara-se mais uma vez para bater diversos recordes de vendas. A digressão de promoção de “25”, chega a Portugal, para dois concertos em Lisboa na Meo Arena, agendados para dia 21 e 22 de Maio, os concertos são tão aguardados que os bilhetes esgotaram em menos de 48 horas.

PJ Harvey – (9 a 11 de Junho) – Nos Primavera Sound

Polly Jean Harvey, virá apresentar o seu novo disco, “The Hope Six Demolition Project”, que será editado no próximo mês de Abril. Verdadeira instituição do rock alternativo, um dos nomes mais importantes da história da música, tem uma carreira que fala por si só: oito discos editados; dois Mercury Prizes (em 2000 com Stories From The City e em 2011 com Let England Shake) e seis nomeações para os Grammys. Regressa a Portugal para mais um concerto que poderá ser memorável.

Sigur Rós – (9 a 11 de Junho) – Nos Primavera Sound

Os islandeses são um dos nomes grandes da edição deste ano do Nos Primavera Sound! A banda de post-punk, tem uma verdadeira legião de fãs em Portugal, e por isso um concerto dos Sigur Rós é sempre assinalável. Já assisti a dois concertos e posso confirmar que é um momento único e irrepetível, somos transportados para outro planeta ao som da voz transcendental de Jónsi e da sonoridade etérea que nos transmitem nos concertos ao vivo. Em 2013 editaram o mais recente disco Kveikur.

Brian Wilson – (9 a 11 de Junho) – Nos Primavera Sound

Brian Wilson, membro fundador dos The Beach Boys, interpretará o famoso disco “Pet Sounds”, editado em 1966 e que celebra este ano 50 anos. Assim poderemos ouvir ao vivo alguns êxitos como “Sloop John B” e “Wouldn’t It Be Nice/God Only Knows”. Será um concerto especial que assinala uma data comemorativa e se é impossível voltarmos a ver a formação original dos The Beach Boys juntos em palco, isto será o mais próximo que poderemos alcançar. Será também uma belíssima homenagem aos malogrados Carl e Dennis Wilson.

Wolf Alice
– 7 de Julho – Nos Alive

Banda inglesa de rock alternativo, os Wolf Alice, uma das bandas mais excitantes da actualidade. Formados em 2010, editaram em 2015 o brilhante disco “My Love is Cool”, que figurou em grande parte das listas de melhores álbuns de 2015. Foram nomeados para seis NME awards, para o Mercury Prize e para um Grammy (na categoria “Best Rock Performance”). Dia 7 de Julho estreiam-se em Portugal, num concerto absolutamente imperdível.

Pixies – 7 de Julho – Nos Alive

Os Pixies, mítica banda de rock alternativo estão confirmados na 10.ª edição do Nos Alive. A banda americana regressa a Portugal após um concerto na edição de 2014 do Nos Primavera Sound. Formados em 1986, separaram-se em 1993, para se voltarem a reunir em 2004. Em 2014 regressaram aos discos com o LP “Indie Cindy”. Podemos esperar um concerto recheado de clássicos que marcaram a história da música, hinos como “Here Comes Your Man” e “Where Is My Mind”, deverão fazer parte do alinhamento. Os Pixies atuam no dia 7 de Julho no palco Nos.

Radiohead  – 8 de Julho – Nos Alive

Radiohead regressam a Portugal para actuarem no Nos Alive! A banda liderada por Thom Yorke encontra-se actualmente a trabalhar no nono disco de estúdio e que sucederá a “The King of Limbs” editado em 2011. Concerto agendado para 8 de Julho, transformando esse dia num dia de sonho, além de Radiohead, actuam no mesmo dia Foals, Tame Impala, Years & Years, Father John Misty, Hot Chip e Courtney Barnett. Os Radiohead são provavelmente uma das maiores bandas do mundo, no entanto desengane-se quem espera ouvir temas clássicos como “Creep”, “No Surprises”, “High and Dry”, “Paranoid Android” ou “Karma Police”, há muito que os Radiohead se afastaram da sonoridade que lhes deu fama, hoje em dia a electrónica e o experimentalismo com nuances psicadélicas são a base da sua música. Apesar disso como sonhar não custa, já ficava feliz se pudesse ouvir pelo menos um dos hinos acima mencionados.

Tame Impala – 8 de Julho – Nos Alive

Os australianos Tame Impala, estão de regresso após terem actuado em Paredes de Coura no ano passado. Autores do melhor disco de 2015 (para mim), actuam no palco principal no dia 8 de Julho, consigo trazem uma discografia de luxo, Innerspeaker (2010), Lonerism (2012) e Currents (2015). Currents, assumiu um ligeira mudança na sonoridade dos Tame Impala, revelando uma sonoridade mais dançável, e mais expansiva, no entanto ao vivo mantêm o psicadelismo e uma certa introspecção que os caracteriza. Excelentes executantes, será de esperar um concerto com forte carga visual.

Foals – 8 de Julho – Nos Alive

Os Foals, banda inglesa de indie rock, vão actuar dia 8 de Julho no palco principal do Nos Alive.  E sim, é sem dúvida um dos concertos mais aguardados. Virão apresentar o mais recente e extraordinário disco “What Went Down”, editado este ano e que se assumiu como um dos melhores álbuns de 2015. Contam com mais três discos editados, Antidotes (2008), Total Life Forever (2010) e Holy Fire (2013), recentemente surgiram rumores de estarem a preparar uma pausa na carreira, o que torna ainda este concerto mais especial. 

Father John Misty – 8 de Julho – Nos Alive

Father John Misty foi a segunda confirmação para a edição de 2016 do Nos Alive. O alter-ego de Joshua Tillman, ex-membro dos Fleet Foxes, regressa assim a Portugal, após ter arrebatado o público do Vodafone Paredes de Coura com um concerto assombroso em 2015. Consigo trará, “I Love You, Honeybear”, segundo disco lançado sob o pseudónimo Father John Misty e que foi um dos melhores discos do ano. Dia 8 de Julho actua no palco Heineken.

Courtney Barnett – 8 de Julho – Nos Alive

A 10.ª edição do Nos Alive poderá mesmo assumir-se como uma das melhores de sempre, Courtney Barnett é apenas mais um dos motivos. A Singer-songwriter australiana que após diversos EP’s estreou-se este ano nos discos de longa duração, com o debut, “Sometimes i Sit and Think, and Sometimes I Just Sit”, aclamado pela crítica e que foi eleito o 7.º melhor disco de 2015 na minha crónica do mês passado. Esteve nomeada para um Grammy de Artista Revelação e toca no dia 8 de Julho no Palco Heineken.

Grimes – 9 de Julho – Nos Alive

Grimes, estreia-se finalmente e Portugal, dia 9 de Julho no palco Heineken do Nos Alive 2016. Claire Elise Boucher, é uma das mais excitantes artistas da actualidade, combinando na perfeição pop, electrónica e muito experimentalismo. No ano passado, editou o seu quarto LP, “Art Angels”, belíssimo álbum, o qual elegi 5.º melhor disco internacional de 2015 . É um dos concertos que aguardo com mais ansiedade.

Arcade Fire – 9 de Julho – Nos Alive

Os canadianos Arcade Fire, regressam assim ao nosso país após terem actuado em 2014 no Rock in Rio. A banda composta por Win Butler, Régine Chassagne, William Butler, Richard Reed Parry, Tim Kingsbury e Jeremy Gara, conta com quatro discos na sua discografia, último dos quais, Reflektor editado em 2013. Os Arcade Fire actuam no dia 9 de Julho no Palco Nos e posso assegurar que será um enorme concerto, simplesmente porque um concerto de Arcade Fire é sempre explosivo, não tenho dúvidas de que será um dos melhores concertos do ano, senão mesmo “O concerto do ano”.

The Unthanks – (22 a 30 de Julho) – Festival Músicas do Mundo

Um dos festivais mais emblemáticos de Portugal, começa a ganhar forma e conteúdo para a sua edição de 2016. O Festival Músicas do Mundo realiza-se em Sines e em Porto Covo, entre os dias 22 e 30 de Julho. É precisamente neste festival que foi anunciado o nome  The Unthanks, projecto de música folk liderado pelas irmãs Rachel e Becky Unthank, no final de 2015, apresentaram-nos o registo “Archive Treasures 2005/2015”, uma espécie de retrospectiva da sua carreira, onde constam demos e músicas ao vivo. A sua discografia é composta por mais oito discos onde podemos ouvir alguma da melhor folk da actualidade.

Sia – 6 de Agosto – Meo Sudoeste

Sou um enorme fã de Sia Fuller há muitos anos que sigo e admiro o seu trabalho, fiquei rendido ao seu talento quando era colaboradora assídua dos Zero 7. Sia conta com uma longa experiência, é reconhecido o seu lado de compositora e escritora de canções não só as suas próprias, como também para diversos artistas de renome. Editou até à presente data sete discos em nome próprio, o último dos quais, “This is Acting”, lançado precisamente no dia 29 de Janeiro de 2016, é composto por músicas que Sia escreveu para outros artistas, mas que foram recusadas. Esperei anos por este momento, estreia-se em Portugal em nome próprio no entanto em 2006 actuou neste mesmo festival, com os Zero 7. Será com certeza um dos grandes concertos do ano em Portugal e está agendado para dia 6 de Agosto.

JUNGLE – (9 a 11 de Setembro) – Lisb-On Jardim Sonoro (Parque Eduardo VII)

O colectivo inglês de modern soul, JUNGLE, regressa a Portugal para actuar na edição deste ano do Lisb-On Jardim Sonoro, que terá lugar no Parque Eduardo VII, nos dias 9, 10 e 11 de Setembro. Os Jungle estrearam-se em 2014 com disco homónimo, sendo mesmo eleito um dos melhores discos desse ano. Nesse mesmo ano actuaram no Nos Primavera Sound e proporcionaram um dos melhores concertos do festival. Os JUNGLE irão contagiar Lisboa com os seus ritmos dançantes de “Busy  Earnin'”, “The Heat” e “Time”. Os passes gerais de três dias já estão à venda, custam €50

LCD Soundsystem – (17 a 20 de Agosto) – Vodafone Paredes de Coura

O Vodafone Paredes de Coura começa a aquecer e anuncia o primeiro nome, e que NOME! Nada mais nada menos do que LCD Soundsystem, banda americana de rock electrónico, liderada por James Murphy (fundador da DFA records). Os LCD Soundsystem estiveram no activo de 2001 a 2011, tendo editado três álbuns, último dos quais, “This Is Happening”, em 2010. Este ano, o grupo já anunciou que editará um novo disco de originais, ainda sem data prevista.

The Cure – 22 de Novembro – Meo Arena

Os ingleses The Cure regressam a Portugal para um concerto em nome próprio. Após alguns concertos inseridos em festivais, a mítica banda liderada pelo carismático Robert Smith estreia uma digressão em nome próprio no continente europeu. Serão 30 concertos, 17 países e 37 anos de carreira serão revisitados, sendo esperadas algumas raridades e alguns inéditos também. Em Portugal o concerto está agendado para dia 22 de Novembro de 2016 e os preços variam entre os €35 e os €55.

Por tudo isto, aposto que 2016 promete ser uma ano repleto de boa música e de concertos memoráveis! Volto no próximo mês, até lá não se esqueçam de ouvir boa música…

 

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top