Sem categoria

O Campeonato do Mundo de Futebol na TV – Influências e Consequências

loading...

Em mês de mundial de futebol, cabe-nos analisar o impacto do desporto rei nos ecrãs nacionais. Quem vê futebol na televisão já certamente está familiarizado com atrasos ou antecipações dos segmentos informativos, simultâneos entre o canal generalista e a sua sucursal de informação, comentários prolongados e manobras, muitas manobras para aligeirar os impactes das grandes competições desportivas em matéria de medição audiométrica.

Tomando como único exemplo o Campeonato do Mundo de 2014, com transmissão generalista em exclusivo para a RTP, apresentamos de seguida uma breve explicação dos procedimentos tomados e das consequências (em programação real) das três estações generalistas.

Em primeiro lugar, a anfitriã. A estação do estado é a única com direitos de transmissão sobre o Mundial 2014 no Brasil. Para além dos mais de 30 jogos transmitidos em direto, conta com emissões especiais de comentário desportivo, segmentos de reportagem em direto e, no que toca à prestação da seleção portuguesa, uma cobertura total, desde a informação ao entretenimento. O maior registo audiométrico até à altura foi a transmissão do jogo que colocou a equipa das quinas frente aos Estados Unidos da América, com números verdadeiramente impressionantes. A juntar aos resultados obtidos, o jogo transmitido pela RTP1 é até agora, o programa mais visto do ano de 2014.

No entanto, importa relembrar que a partida passou no horário das 23h-01h de domingo para segunda-feira. À primeira vista não parece ter implicações, mas se atentarmos à programação dos canais concorrentes, observamos baixas de peso. Na TVI, Rising Star, líder incontestável, só emitiu até perto da hora do jogo, indiciando, primeiro que tudo, uma invejável gestão de formato, não se arriscando a uma pesada derrota frente ao jogo que terminou empatado a duas bolas. Já na SIC, O Poder do Amor obteve um resultado miserável, tal qual a qualidade do formato.

Em segundo lugar, não são de se esquecer os restantes jogos do campeonato do mundo, mesmo depois da eliminação da seleção nacional, com grandes registos, por exemplo, nos jogos da seleção brasileira, no duelo europeu que contrapôs a seleção francesa à alemã e do melhor resultado do fim de semana passado, o confronto Holanda vs Costa Rica, que terminou a noite em primeiro lugar. Já a estação de Carnaxide, com Sabadabadão, conduzido por Júlia Pinheiro e pela última contratação milionária da SIC, João Baião, registaram o pior registo de sempre desde a estreia.

Desta forma e com total mérito para o futebol, a RTP consegue grandes resultados durante os meses de Junho e Julho, enquanto que, à data, a TVI e a SIC se vão adaptando, como podem e conseguem, à supremacia do desporto rei e à vontade de seus fãs.

Artigo de João Morais do Carmo

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top