Motores

Lotus 3 – Eleven, as inovações da Land Rover e a aventura da Audi no espaço

loading...

Seja bem-vindo a mais uma crónica. No mundo automóvel existem sempre boas, e más, novidades. Esta que venho apresentar é deveras boa. Acontece que a construtora britânica TVR (que fora extinta em 2006) vai voltar à carga, através da Cosworth e de Gordon Murray – aquele que em tempos projetou o McLaren F1. A marca voltará ao mercado já no próximo ano, com o lançamento de um novo veículo desportivo. Os pormenores são poucos mas o carro terá um forte desenvolvimento aerodinâmico e o seu “coração” será um Cosworth V8 atmosférico. Apesar de o motor se colocar na dianteira do carro, a potência deste será redirecionada para as rodas traseiras – algo bastante comum em carros desportivos – assim como a colocação de uma caixa manual de 6 velocidades.

“A TVR é uma marca memorável e importante para o automobilismo inglês. E regressa através de um carro que terá a melhor estrutura e o conjunto mecânico mais próximo da perfeição que conseguimos produzir.” (Gordon Murray)

Gordon Murray adiantou que o futuro bebé da TVR contará com tecnologia iStream. Esta tecnologia consiste na utilização de um quadro tubular e um monocoque composto, que permitirá uma redução no peso e uma fabricação mais eficiente.

A Land Rover está a desenvolver uma tecnologia que pode ser bastante útil.  A tecnologia permite detectar e partilhar dados sobre as regularidades do piso, ou seja, buracos. O sistema recolhe, analisa e cria uma base de dados/cloud com todos os buracos, condutas e tampas de esgoto detectados, de forma a que a suspensão do carro esteja preparada para o impacto. No final de contas esta tecnologia evita furos, danos (das rodas à carroçaria) e acidentes. A tecnologia permite também avisar os condutores, assim como as autoridades para que as anomalias presentes na estrada sejam reparadas o mais depressa possível. Segundo a marca, o objetivo é evitar que o condutor seja obrigado a fazer mudanças de direção, que numa situação normal, isto é, numa estrada sem problemas, a mudança de direção não fosse necessária.

Além disso a marca apresentou outra tecnologia que promete facilitar a condução em sítios mais complicados. Recentemente a Range Rover instalou uma tecnologia no seu Range Rover Sport de forma a que este seja conduzido remotamente através de um smartphone. Apesar de ser uma tecnologia que ainda está em desenvolvimento, esta permite o controlo sobre a direção, o acelerador, travões e caixa de velocidades. A tenologia vem ajudar o condutor em manobras arriscadas e em estacionamentos mais precisos.

“Um carro controlado remotamente demonstra como podemos usar novas tecnologias para ultrapassar situações e melhorar a segurança.” (Wolfgang Epple – Diretor de tecnologia da Jaguar Land Rover)

A Mini lançará uma nova versão do Culbman. Este novo carro será maior que o seu antecessor. Terá 4253mm de cumprimento, 1800mm de largura e 1441mm de altura.  A tração será dianteira e um motor de 1.5 Litros de três cilindros a gasolina ou a diesel. Haverá algumas versões948x624 distintas: a versão Clubman One terá 102cv e a versão Cooper conta com 136cv. A oferta fica ainda mais completa com as versões Cooper S (192cv) e Cooper SD (172cv), tendo sempre o motor de 2 Litros como referência. A marca britânica ainda espera lançar mais 2 versões: o Clubman JCW (231cv) assim como versões de tração integral e versões híbridas.

Depois do lançamento do Ford Focus RS, a marca americana vem lançar a público mais informações sobre o tão esperado desportivo compacto. Este chegará em 2016 e conseguirá derreter pneus graças aos seus 350cv. O motor é o mesmo que está presente no mustang Ecoboost, isto é, um 3.2 Litros de Ecoboost de 4 cilindros. O Focus RS conta com um sistema de tração integral com a possibilidade de escolher diversos modos de condução, com a inclusão do “drift mode” e com controlo de tração. Este é o 3º modelo RS a ser lançado depois das versões anteriores terem sido disponibilizadas ao público em 2002 e em 2009. Por fim o Focus RS faz parte de um programa de 12 novos carros desportivos a serem lançados até ao final de 2020.

O Festival de Goodwood foi o palco que a Lotus escolheu para apresentar a sua nova aposta. A nova arma intitula-se de 3-Eleven e tem tudo para ser um marco na industria automóvel, uma vez que o é o carro mais rápido e caro alguma vez produzido pela marca britânica. o 3-Eleven está limitado a 311 unidades, com um valor a variar entre os 116 000€ e os 163 000€, livre de impostos. A versão de pista é 948x6242extremamente leve: 900 kg e com uma aceleração 0-100 km/h na casa dos 3 segundos. A velocidade máxima está estipulada para os 280km/h com a versão de estrada a ter um acréscimo de 10km/h de top speed limitado. O motor é um V6 3.5 litros da Toyota, sendo o mesmo motor que está montado no Lotus Evora. Com uma potência de 457 cv às 7000rpm, o 3-Eleven promete agarrar o condutor ao volante e desfrutar de um binário máximo de 450 Nm às 3500 rpm. A versão de estrada trás acoplada uma caixa manual de 6 velocidades, ao passo que a versão de pista trás a uma caixa sequencial de 6 velocidades, além do roll cage.

É certo e sabido que a Audi prima pela inovação. A diferença é que desta vez a marca alemã quer inovar além fronteiras terrestres, isto é, a próxima etapa é a Lua. Para tal, a Audi conta com a parceria da Part-time Scientists para desenvolver um Audi Lunar Quattro que deverá pisar o piso lunar no ano de 2017. O veiculo será feito de alumínio e terá quatro baterias de iões de lítio recarregadas através de luz solar. Com um conjunto de câmaras, 4 motores elétricos, o Lunar Quattro terá uma velocidade máxima de 3,6 km/h. A ideia surge no âmbito do Google Lunar XPRIZE – uma competição que desafia empresas a desenvolver tecnologias de âmbito aeroespacial, a preços de baixo custo. A viagem deverá demorar cerca de 5 dias e o Audi Lunar Quattro irá pousar perto do local de aterragem do Apollo 17 (1972) – a última missão tripulada da NASA até à Lua.

No que toca ao motociclismo também existem novidades e especulações. A incerteza que paira no ar deve-se ao facto do mês de Outubro estar a chegar, mês esse marcado pelo Salão Internacional de Milão, onde as principais marcas vão apresentar as suas apostas para 2016. A BMW poderá trazer a público a nova R1200S. O esboço já foi tornado público mas não passa disso mesmo, até porque a marca bávara pode apanhar todos de surpresa e apresentar um desenho diferente daquele que tinha sido divulgado publicamente. Está estimado que esta versão possa conter 150 cv com um peso de 215kg. O modelo “S” vem complementar a oferta que a BMW tem vindo a fazer no campo das motos desportivas com a versão “RS”, “R” e “GS”

Posto isto só me resta desejar as melhores aceleradelas ao caro leitor!
Voltarei no próximo mês com mais novidades…mas até lá não deixe o seu motor ir abaixo!

 

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top