Sociedade

Dia Internacional do Estudante: O quadrante estudantil

loading...

Hoje é o Dia do Estudante!

Mais do que falar daquilo que representa o dia de hoje, é importante perceber a dimensão desta aventura.

A minha aventura enquanto estudante dura, por opção própria, há 17 anos: Começou aos 6 anos, como a maioria, de todos nós; seguiu até ao 9.º ano; depois no secundário fiz a escolha de seguir o Curso Cientifico de Línguas e Humanidades; e no Ensino Superior, licenciei-me em Serviço Social, mas sou ainda estudante de Direito na Universidade Nova de Lisboa.

Poderia dizer que é uma jornada, que se quisermos, nunca tem fim. Nunca tem fim para um estudante de Direito, porque a legislação está em mudança constante, mas também não tem fim para qualquer outra pessoa que decida escolher outra área e enveredar pela via de Mestrado, Doutoramento ou investigação.

Na verdade, todos nós fazemos uma escolha a partir do 9.ºano que vai ditar todo o nosso futuro. Não nos apercebemos certamente, mas ali estamos a assumir: Continuarei a ser estudante porque o meu futuro depende disso ou faço o 12.º ano e depois vou trabalhar.

Nada disto está errado! Percebamos isso! É uma escolha nossa porque o futuro também é nosso e são as nossas escolhas que ditam as nossas vontades!

Enquanto ainda estudante decidi brincar um pouco com esta caminhada! Assim, abaixo vou-vos apresentar um quadrante e poderás ver e identificar-te num dos lados! Vamos jogar?

 

Os cursos cientifico-humanísticos constituem uma oferta educativa vocacionada para o prosseguimento de estudos de nível superior (universitário ou politécnico).
Destinam-se a alunos que tenham concluído o 9.º ano de escolaridade ou equivalente.
Têm a duração de 3 anos letivos, correspondentes aos 10.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade.
Conferem um diploma de conclusão do Ensino Secundário (12º ano), bem como o nível 3 de qualificação do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ).

Os cursos científico-humanísticos são regulados pelo Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho, alterado pelo Decreto-Lei n.º 91/2013, de 10 de julho, pelo Decreto-Lei n.º 176/2014, de 12 de dezembro e pela Portaria n.º 243/2012 de 10 de agosto, retificada pela Declaração de Retificação n.º 51/2012, de 21 de setembro.

 

Quando fazes a tua escolha…

Para o curso Científico de Línguas e Humanidades….

Para o curso Científico de Ciências e Tecnologias…

Para o Curso Científico de Ciências Socioeconómicas…

Para o Curso Científico de Artes Visuais…

 

Posto isto, quem és tu? Em que quadrante te inseres? Que Curso Superior seguiste? Ou que profissão exerces?

Na maioria das vezes ser estudante é ser um sonhador nato. Nós queremos atingir os nossos objetivos, trabalhamos para eles e no final pretendemos realizar o nosso sonho!

Contudo, por vezes isso não é possível porque não comandamos o mercado de trabalho e apenas temos a nosso favor as nossas capacidades e os nossos resultados!

Por isso, o conselho que te dou é o seguinte: Seja qual for a tua escolha e sonho, trabalha sempre em prol de algo que desconheces, mas que será sempre para conseguir com os melhores resultados.

Queiramos ou não, na maioria das vezes estamos dependentes de um número, que dita, ou não, o nosso esforço e até onde somos capazes de ir!

Se fores como eu, uma pessoa que acredita que a média final em nada traduz as capacidades ou o conhecimento de alguém, quando iniciares o mercado de trabalho fá-lo com amor à camisola e sempre a dar o melhor de ti, enquanto profissional, mas principalmente enquanto ser humano!

" data-link="https://twitter.com/intent/tweet?text=Dia+Internacional+do+Estudante%3A+O+quadrante+estudantil&url=https%3A%2F%2Fwww.ideiaseopinioes.com%2Fdia-internacional-do-estudante-o-quadrante-estudantil%2F&via=">">Tweetar
19 Partilhas
Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top