Últimas

Backup’s de informação

loading...

Qualquer entendido, técnico ou engenheiro informático terá perdido a conta ao número de vezes que um amigo, ou um cliente, chegou desesperado, porque o computador não arranca, avariou ou, na pior das hipóteses, o disco rígido morreu. Isto porquê? Porque a informação não está guardada em mais lado nenhum.

Logicamente que a resolução deste problema pode ser mais simples, mais complicada, ou missão impossível, dependendo do que realmente aconteceu. No caso de uma avaria do disco rígido, a recuperação dos dados pode ser simplesmente impossível, ou ter preços que a maior parte das carteiras não pode pagar.

Se pensarmos bem, nos dias de hoje, a informação que temos nos nossos computadores pessoais, vale mais do que o computador em si. Discorda? Então que preço podemos pôr naquele relatório que demorou 6 meses a fazer fora das horas de trabalho, e que servirá de base no futuro? Que preço podemos dar àquele último email que um ente querido nos enviou? Que preço podemos dar às imagens do nascimento e crescimento de um filho, que estavam todas centralizadas no mesmo computador?

Os Backup’s de Informação, são algo necessário, e a que temos de nos habituar, cada vez mais, a ter actualizados. Até porque cada vez mais no avanço tecnológico a recuperação não está a ser pensada. No caso dos novos discos SSD é ainda mais complicado recuperar a informação.

3 problemas graves podem separa-lo da sua informação:
1 – O computador deixou de arrancar. Uma falha simples no sistema operativo fez com que a máquina não arrancasse mais. À partida a sua informação é facilmente acedida e recuperada por um técnico.
2- O computador não liga. O computador não dá nada, não liga e não arranca. Uma avaria na máquina impede de arrancar, mas a informação no disco pode ser acedida desde que o disco esteja funcional. Um técnico facilmente conseguirá aceder e recuperar a sua informação.
3- A pior das hipóteses: uma avaria no próprio disco. O disco está com problemas, que podem ser simples, em que ainda é possível recuperar a sua informação, embora de forma lenta e com bloqueios. Ou na pior das hipóteses o seu disco está, por exemplo, com uma avaria mecânica e só uma recuperação avançada pode recuperar, ou não.

Antes de casa roubada, trancas à porta

A forma mais simples de precaver estas situações: é guardar a sua informação, de preferência em mais do que um sitio. Vejamos soluções:

Cloud, já ouviu de certeza o termo, e se calhar até usa uma, ou mais. A cloud é um serviço na internet que nos permite guardar a informação, como se fosse uma pen virtual. Com o utilizador e password, consegue aceder em qualquer computador de qualquer local. Há imensas empresas que disponibilizam isto gratuitamente, mas na hora de escolher um ou vários, lembre-se que é um serviço gratuito fornecido por uma empresa. Por isso, tente optar pelas grandes empresas, que à partida não vão acabar com o serviço e com a sua informação. Drop-box; Meo Cloud; Google Drive; SkyDrive (Microsof) são apenas alguns de muitos.

Ao usar uma cloud, não se esqueça também que está a atirar a sua informação para esse grande lago que é a internet. Onde andam sempre muitos tubarões fervilham por ela. Por essa razão, na minha opinião, a informação mais sensível, deve ser evitada, por muito credível que seja a empresa.

Particionar o Disco, o disco rígido do seu computador pode facilmente dividido (particionado) em vários. Eu uso 3. Um primeiro, onde corre o sistema operativo, e os meus programas estão instalados. Um segundo, no qual estão os meus documentos, que normalmente mais necessito para trabalhar, ou as fotografias que mais vejo, e ainda alguns dos softwares que mais uso. Um terceiro onde está todo o meu backup, onde estão todas as coisas que uso, e as coisas que não uso tanto, mas que quero lá, como fotos antigas, trabalhos feitos mas que neste momento já não são necessários.

A principal vantagem de ter este sistema é, em caso de falha do sistema operativo, seja por erro, seja por um vírus, em pouco mais de meia hora eu instalo novamente o sistema operativo na partição principal, e posso continuar a trabalhar acedendo à minha informação, sem perder qualquer dado.

Informação noutro ou outros locais, gastar pouco mais de 50€ num disco externo, pode revelar-se um pequeno preço a pagar quando o nosso disco avaria. Basta copiar a informação para o disco externo e assim terá sempre a sua informação no seu PC, e no disco externo. Lembre-se de: copiar os dados com frequência, para que na hora H não falte nada. E claro, terá que manter a informação em ambos os locais, obviamente o disco externo também pode avariar. Lembre-se ainda que os dispositivos podem ter garantia, mas obviamente nenhum fabricante se vai responsabilizar pela perda da sua informação.

Uma solução rápida e barata, para ter a informação guardada noutro local, é o uso de CD’s e/ ou DVD’s. No entanto, ambos são facilmente deterioráveis, por isso tenha cuidado onde e como os armazena. Com excesso de calor ou humidade, ou riscados, não lhe vão servir de nada. Caso opte por usar este sistema, pelo menos uma vez por ano renove os seus backups.

Sim, é chato, sim dá trabalho, mas já os antigos diziam:
O Seguro morreu de velho…

Artigo de Filipe Vilarinho

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top