Entretenimento

20 Factos que Desconhecia sobre a Marvel Comics

loading...

Sim, é verdade: este é o (aguardado?) regresso da rúbrica “Factos que Desconhecia”! Desta vez o destaque vai para uma das marcas mais conhecidas do mundo. Sim, porque fã de cinema, e banda desenhada, que se preze conhece muito bem o nome “Marvel”. É uma das maiores marcas/empresas do mundo, responsável pela criação de inúmeros super-heróis que fazem parte da nossa vida e que ajudaram a alegrar a nossa infância e adolescência (continuando, nos dias de hoje, a fazê-lo melhor do que ninguém). Mas atenção, esta crónica é dedicada exclusivamente à banda desenhada! Aqui vai encontrar vinte factos que eu aposto que desconhecia sobre as bandas desenhadas, os super-heróis e os vilões da Marvel!

Os leitores assíduos já sabem que faço sempre duas, a três, notas prévias antes de partir para os factos (custa mas tem de ser, vá lá). Primeiro: não sou especialista em banda desenhada ou na Marvel em especial. Sou um fã e um entusiasta da empresa, é um facto, mas erro como qualquer outro ser humano (até porque muitas destas informações circulam pela internet e há sempre o risco de não serem completamente verdadeiras), por isso endereço desde já as minhas desculpas antecipadas por alguma imprecisão. Segundo: nesta crónica apenas estarão factos da Marvel. Sim, eu sei que a DC Comics também é fantástica e que tem alguns dos melhores super-heróis de sempre. Mas da DC Comics falarei noutra ocasião, ok? Terceiro: optei por usar todos os nomes originais, em inglês, o que significa que (por exemplo) não direi “Homem-Aranha” mas sim “Spider-Man”. Pronto, agora que nos entendemos, vamos aos factos!

Marvel

Ironman de patins

#1 – A  armadura do Ironman incluiu, durante algum tempo, patins. Atenção que o uso da palavra “patins” não é em tom irónico ou jocoso! Falo mesmo de patins! Patins como aqueles em que andámos quando éramos adolescentes (quer dizer, andaram vocês que eu nunca sequer calcei um par deles, admito). Quanto a vocês não sei, mas isto mudou a minha vida (mudou pouco, mas mudou bolas!). Sim, porque eu nunca mais vou conseguir olhar para o Ironman sem ouvir no meu subconsciente a frase: “Ironman à caixa central. Repito: Ironman chamado à caixa central!”.

#2 – Spider-Man podia ter-se chamado Fly-Man ou Insect- Man.  O nome é, muito possivelmente, um dos pontos mais sensíveis para os fãs de super-heróis. Acho que falo por todos quando digo que das três hipóteses a escolha recaiu sobre a melhor de todas. Isto a esta distância claro, porque na altura devia de ser bem estranho dizer em voz alta “Spider-Man” sem soltar uma gargalhada.

#3 – George R.R Martin, criador da saga “Game of Thrones” (entre outras obras-primas), era um fã tão grande da Marvel que escreveu várias cartas para a empresa. Ora aqui está algo que eu não esperava. Hoje é respeitado em todo o mundo, contudo também já foi um fã anónimo. Que isto vos sirva de lição: quando forem bem-sucedidos e tiverem uma carreira recheada de sucessos as cartas embaraçosas que enviaram para o “Clube Amigos Disney” ou para os “Morangos com Açúcar” serão tornadas públicas. E vocês não querem isso pois não? O George de certeza que também não queria e isso não lhe valeu de nada!

#4 – O Captain America chegou a ser…um lobisomem. Esta frase é como uma bomba: assim que a largamos vêm ao de cima várias outras questões. Como assim foi um lobisomem? Quanto tempo é que isso durou? Como é que voltou ao normal? Pois, estou convosco: também coloquei estas questões e não tenho respostas para vos dar. Agora só espero que isto não seja recorrente. Imaginem o quão chato seria estar a combater o crime e, do nada, ele virar um lobisomem! Se há alergia que não quero ter um dia é esta, chiça!

Marvel

Namor The Submariner

#5 – Namor The Submariner foi o primeiro super-herói a voar! Quem? Pois, também não conheço. O facto de a esmagadora maioria de nós nunca ter sequer ouvido/lido o nome deste individuo diz muito sobre o seu sucesso. É que hoje em dia qualquer super-herói de meia tijela voa (é um poder mais ou menos banal), mas antes não. Só voavam os melhores entre os melhores! Aposto que o autor deste superpoder foi gozado durante semanas pelos colegas de trabalho. Do género: “Pois, pois, como se as pessoas acreditassem que é possível um super-herói voar! Estás doido, isso nunca vai pegar! AH AH AH!”.

#6 – Nos anos 90 a Marvel uniu-se à NFL (National Football League) e juntos criaram o NFL Superpro, um ex-jogador da NFL que se tornou num super-herói. Mais americano era impossível não é verdade? Bom, clichés aparte, posso ainda dizer que esta personagem durou apenas treze “números” (entenda-se, livros de banda desenhada). Ou seja? Não resultou como era esperado (cho-cante…ou então não, escolham vocês). Senhores da Marvel sabem o que é que resultaria? Façam do Oliver Tsubasa um super-herói e ganham um sucesso mundial! E sabem porquê? Porque para todos nós ele já é um super-herói! É que só um rapaz com superpoderes conseguiria fazer o que ele fazia, correr o que ele corria e marcar os golos que ele marcava!

#7 – O fato preto e vermelho do Spider-Man foi pensado e desenhado por um fã! Randy Schueller recebeu pelo seu “trabalho” 220 dólares. Depois de ler isto qualquer fã da Marvel que saiba desenhar (minimamente bem, claro) vai tentar usar esta mesma fórmula. Mas não se entusiasme demasiado porque, como deve imaginar, não é qualquer um que tem aquele privilégio! Acho esta curiosidade absolutamente fantástica, não pelo facto de o fã ter tentado a sua sorte, mas sim por a Marvel ter-lhe dado verdadeira atenção. Ou seja, não se limitaram a ler e a enviar a carta para uma caixa (ou a dar uma resposta padronizada) e isso só por si já merece o nosso aplauso. O pagamento era obrigatório (afinal de contas o trabalho foi do fã…), mas admito não saber em que se basearam para chegar aquele valor. Não é por nada mas aquele rapaz/homem ganhou a melhor história de sempre para contar aos amigos e família nas tardes e noites de convívio!

#8 – Shatterstar é o seu próprio avô. Ah, e Longshot é, também ele, o seu próprio avô. E querem saber a melhor parte? Os super-heróis mencionados antes são (preparem-se…) pai e filho. Como raio pode isto ser possível? Não faço ideia. Literalmente. É que nem nas telenovelas nacionais encontramos árvores genealógicas tão complexas e improváveis quanto esta! Eu gostava era de ter visto a cara dos leitores das bandas desenhadas quando descobriram estes factos. Isso sim seria engraçado de se ver! Ah e, já agora, quão arrogantes eram estes homens ao ponto de terem arranjado forma de serem avôs deles próprios? Não havia absolutamente mais ninguém à altura da tarefa? Pois, aparentemente não. Vou dar-vos alguns segundos para voltarem a ler este facto e para desatarem o nó que ficará, eternamente, no vosso cérebro….já passou? Continuemos então!

#9 – Daredevil teve, em tempos, um ajudante. Era um cão-guia e tinha como nome Deuce The Devil Dog, contudo a personagem Foggy perdeu-o…num jogo de Poker. Primeiro: o cão tinha um grande nome! Quão espantoso é ter um cão chamado “Deuce The Devil Dog”? Segundo: um cão com quatro nomes? O Daredevil saiu-me cá uma Tia de Cascais…Terceiro: quem é que é a besta que “aposta” um cão num jogo de Poker? Quarto: e arranjar forma de recuperar o cãozinho depois do jogo, não? Não interessa como, o importante era reaver o cão e entregá-lo ao respectivo dono pah! Quinto: conseguem imaginar a cara do Daredevil quando soube o que aconteceu ao seu amigo de quatro patas? Espero que tenha dado um castigo exemplar ao Foggy!

Marvel

Hulk vs Hulk

#10 – Originalmente o Hulk era cinzento. Contudo, passado algum tempo, passou a ser verde porque…essa era uma cor mais simples de imprimir. Sou o único a achar que esta curiosidade dá ao brutamontes do Hulk mais sensibilidade e sentido de estilo? Se calhar sou. Mas eu compreendo-o: cinzento é uma cor muito mortiça para um super-herói e é muito mais difícil de conjugar com a roupa, por exemplo. Sabem o que é eu invejo do Hulk? Não, não é a força. Nem o tamanho. Nem a cor. São os calções. Sim, os calções! Vocês já viram bem aquela obra-prima? Não sei de que material é feito, mas só o facto de encolher e esticar daquela forma já faz com que queira um par (se bem que, pensando melhor, não daria uso à flexibilidade deles tão bem quanto o Hulk)!

#11 – As cinzas do escritor Mark Gruenwald foram misturadas com a tinta que imprimiu a primeira edição da banda desenhada Squadron Supreme. Três palavras: mór-bi-do. Atenção a uma coisa: o seu testamento tinha a indicação de que este era um desejo seu (sendo que foi necessário a família e a Marvel chegarem a acordo, obviamente). Mas não deixa de ser mórbido por causa disso. Eu percebo que o gesto simboliza a paixão dele por essa, tão nobre, arte que é a banda desenhada, contudo certamente que havia muitas outras formas de a expressar. Algures no mundo alguém terá em sua posse um número desta primeira edição e, consequentemente, também uma parte (seja ela qual for, nem quero pensar muito nisso) do grande Mark Guenwald. Assustador (no mínimo).

#12 – Existe um hífen em Spider-Man para evitar que ele seja confundido com o Superman. Contudo isso não impediu o Doctor Octopus de, num dos primeiros números, lhe chamar “Super-Man”. Este descuido é grave, é um facto, mas também pode ter sido intencional (tentando brincar/gozar com o vilão e/ou com o super-herói), contudo não me parece que seja o caso. E enquanto alguns fãs do herói acharão graça a esta curiosidade os mais puristas certamente que não acharão piada nenhuma. Admito que nunca usei o hífen em “Spider-Man”. Contudo também nunca o confundi com o Superman, logo é o chamado “do mal o menos”.

#13 – A personagem Doctor Strange vive em Greenwich Village, Nova Iorque, mais concretamente na Bleecker Street, no número 177A. A parte interessante é que esta é uma morada real, pertencendo aos escritores Roy Thomas e Gary Friedrich. Confesso que adoro quando os escritores dão tamanha atenção à sua obra ao ponto de não descurarem os pequenos detalhes. O nível de minúcia foi tão longe que a morada da personagem tinha um significado especial! Pode gostar, ou odiar, o Doctor Strange, mas certamente que não consegue permanecer indiferente a esta curiosidade!

#14 – Loki tinha uma fraqueza muito peculiar: não conseguia usar magia se estivesse…molhado. Isto soa tudo menos sério, não é? Digam-me que não sou o único com uma mente perversa, e que levou logo esta fraqueza para outro sentido, por favor! Novamente levantam-se muitas questões. Quão molhado tinha de estar para não conseguir usar magia? Bastava uma gota de água ou tinha de estar encharcado? E estamos a falar de qualquer líquido ou apenas de água? Agora imaginem o que os restantes super-heróis não gozaram com o Loki e o quanto ele não se riu quando, mais tarde, “perdeu” esta fraqueza!

#15 – A Marvel não tem muitos “ajudantes” (entenda-se “sidekicks”) para os seus super-heróis. Contudo há um que se destaca: Rick Jones. E porquê? Porque ele foi ajudante do Hulk, do Captain America, de dois Captains Marvel e de ROM: Spaceknight. Não fazia ideia que era possível “acumular cargos” no universo da Marvel, confesso. Estas várias “vidas” de Rick Jones podem ser interpretadas de, pelo menos, duas formas: ou ele era tão bom que vários super-heróis o queriam para si ou então era tão mau que foi dispensado por todos eles.

#16 – Lembra-se do Groot? Claro que se lembra, é impossível esquecer aquele adorável gigante! Mas aposto que não sabe que, inicialmente, Groot era um extraterrestre (um vilão que dava pelo nome de “The Monarch Of Planet X”) que invadiu o Planeta Terra. Mas a melhor parte ainda está para vir: é que o gigante foi derrotado por….térmitas! Se pensarmos bem nisto a verdade é que a conclusão é bastante óbvia, contudo aposto que ninguém a anteviu. É até um pouco assustador se pensarmos que as térmitas…comem tudo o que encontram. Ou seja? O Groot foi comido aos bocados!

Marvel

Swarm

#17 – Um dos inimigos do Spider-Man é, todo ele, composto por abelhas. Chama-se Swarm e é…nazi. Porque raio havia um “homem-abelha” de ser nazi? Havia alguma promessa de defesa dos direitos das abelhas que possa ter levado o vilão a simpatizar com o regime de Hitler? Bem uma coisa é certa: se queriam que o Swarm fosse imediatamente odiado aposto que conseguiram. Por falar em vilões estranhos, para quando a criação de vilões baseados em animais não tão populares? Será assim tão descabido criar um “Homem Minhoca”, uma “Mulher Ornitorrinco” ou um “Homem Peixe Palhaço”? Pois, se calhar é…

#18 – Doctor Doom desistiu da escola, não sendo por isso sequer um doutor “a sério”. Aqui temos um belo exemplo de um “chico-esperto”: não quis esforçar a cabecinha e estudar mas quer ser chamado de “Doutor”! A partir de agora já sabem: nunca mais o tratem por “Doutor” (até porque, bem vistas as coisas, “Doom” chega perfeitamente)!

#19 – Stan Lee e Jack Kirby apareceram no número que retracta o casamento do Mr. Fantastic com a Invisible Woman, contudo foram barrados à entrada uma vez que não tinham convite. Como confessei acima adoro quando existe uma sincera atenção aos pequenos detalhes, logo este facto tornou-se num dos meus preferidos. Reparem que eles podiam ter arranjado forma não só de aparecer mas de brilhar, contudo optaram por brincar com toda a situação. Isto merece ainda mais crédito por parte dos fãs! Até porque, sejamos sinceros, todos desejamos ter o mesmo poder do que eles e inserir-nos a nós próprios numa banda desenhada!

#20 – Steve Ditko escreveu, e desenhou, um número completo de Doctor Strange que…ninguém pode ler, dado que ele o guardou única e exclusivamente para si. É caso para dizer: quem pode…pode! Este é mais um caso onde aposto que a maioria (senão mesmo todos) dos fãs faria exactamente o mesmo. Ter em nossa posse algo que mais ninguém tem é sempre fantástico, muito mais se estivermos a falar de um número da banda desenhada do nosso super-herói preferido!

E esta foi a crónica onde vos dei a conhecer vinte factos curiosos, e praticamente desconhecidos, sobre as bandas desenhadas da Marvel. Espero que vos tenha conseguido surpreender, trazendo ao de cima memórias da infância, e adolescência, onde muitos destes heróis e vilões travaram épicas batalhas.

Para breve fica prometida uma crónica semelhante mas…dedicada apenas à DC Comics! Agora só têm de estar atentos ao Ideias e Opiniões pois quando menos esperarem ela será publicada!

1 Comment

Mais Lidos

loading...
To Top