Humor

“O QUE EU DIGO, NÃO SE ESCREVE… ” — Dia Mundial da Pizza

loading...

Ora viva, caro leitor! Hoje, dia 10 de Julho de 2018, celebra-se uma efeméride muito especial. Trata-se de algo que raramente alguém não gosta e que faz parte do quotidiano gastronómico de quase todos os cidadãos do planeta Terra. Falo, obviamente, de pizza! Quem não aprecia uma bela e sempre apetitosa pizza que atire a primeira pedra… Ei, calma… também não há necessidade de levar isto tão à letra e desatar a arrancar pedras da calçada para me atingir. Olhe para o nome da crónica, chama-se “O que eu digo não se escreve…”, por isso, controle-se. Para perceber um pouco melhor da história da pizza, decidi entrevistar alguém que percebe realmente do assunto. Ora vejamos…

Eu: “Olá, como está o meu caro amigo?”

Marco Bellini: “Olá! Podia estar bem melhor.”

Eu: “Oh, peço desculpa se o estou a atrapalhar, mas eu queria apenas…”

Marco: “…uma pizza, correcto? Eu sabia!”

Eu: “Calma… Por acaso não era isso que eu queria…”

Marco: “Então se não quer uma pizza, ponha-se na real alheta que eu estou cheio de trabalho hoje! Tenho clientes à espera de mais uma belíssima pizza elaborada pelo grande, majestoso e espectacular Marco Bellini!”

Eu: “Ah! Era mesmo sobre isso que vinha falar consigo hoje ó grande, majestoso e espectacular Marco Bellini! Eu gostava de saber a sua opinião sobre este grande dia para si, o “Dia Mundial da Pizza”?

Marco: “Oh, para mim é só mais uma terça-feira…”

Eu: “Ok, percebo… Mas o que acha da invenção da pizza? Deve ser algo que o marca profundamente, visto que ganha a vida com isso.”

Marco: “Sabe, às vezes sinto-me um pouco exausto… Mais valia não ter inventado esta iguaria…”

Eu: “Ah, mas não foi você que inventou a pizza! Foram os egípcios!”

Marco: “Correcto! Fui eu…”

Eu: “Como assim? Mas o senhor é italiano! Não é egípcio! Não pode ter sido você o inventor da pizza!”

Marco: “Pfff… Sim, actualmente sou italiano. Mas já fui egípcio… e fui eu que inventei a pizza…”

Eu: “Hã?!”

Marco: “Vê-se mesmo que você é português… Fui eu, enquanto egípcio que inventei a pizza. Ao princípio tratava-se apenas de misturar farinha com água. E assim ficou até eu falecer. Entretanto, reencarnei num grego e prossegui com a minha invenção, elaborando-a cada vez mais. Por exemplo, enquanto encarnado num grego, passei a usar farinha de trigo ou grão-de-bico. Já ouviu falar no “Pão de Abrão”?

Eu: “Já, sim senhor!”

Marco: “Pois… não era pão nenhum. Era pizza. Mas aquela gente era muito religiosa e não quis aceitar o nome pizza. Acharam que ficava mais no ouvido o “Pão de Abrão”, e eu acabei por aceitar.”

Eu: “Ah… E depois?”

Marco: “Depois? Depois voltei a falecer e reencarnei num turco. E aí comecei a acrescentar cebola e coberturas de carne. E por aí adiante, de reencarnação em reencarnação, até chegar aos dias de hoje em que sou italiano.”

Eu: “Ah, muito bem… Então e quantas reencarnações já teve?”

Marco: “Olhe, já perdi a conta. Já fui egípcio, turco, espanhól, brasileiro, grego, francês e italiano. Mas foi só quando reencarnei italiano que eu aprimorei realmente a pizza, graças aos famosos queijos italianos.”

Eu: “Que maravilha… Olhe, ó Marco Bellini, usando aqui uma expressão bem conhecida dos portugueses, que é “Marco Bellini é que sabe”… diga-me lá, finalmente, qual é o verdadeiro segredo da pizza: a massa ou o tomate?”

Marco: “Ah, isso é bastante simples…”

Eu: “Ai, sim?”

Marco: “O verdadeiro segredo da pizza não são os ingredientes em si… O verdadeiro segredo da pizza são as minhas reencarnações!”

Eu: “Ah… boa…! Então, já agora, qual será a sua próxima reencarnação?!

Marco: “Vou reencarnar num português e até já sei o que vou fazer com isso…!”

Eu: “Sim? E pode adiantar o que será…?”

Marco: “Posso! Vou inventar a pizza de Cozido à Portuguesa! Vai ser um sucesso garantido!”

Eu: “Eish… Deverá ser, sim… (Ou então vais é ficar internado para sempre num hospício…)”

Marco: “O que foi que disse?”

Eu: “Eu…? Ah… sim… Eu disse… Hum… Ah, sim, foi… feliz Dia Mundial da Pizza!”

Marco: “Ah! Obrigado! Até uma próxima reencarnação!”

Eu: “Inté! (Ou não… Espero eu…)”

Feliz Dia Mundial da Pizza!

1 Comment

Mais Lidos

loading...
To Top