Poesia

Liberdade, igualdade e fraternidade!

loading...

Nasci do Amor

Que há entre Deus e o Diabo,

Hoje de amargo sabor

Declamo todos os versos que não acabo,

 

Intolerância escusada

Nas noites frias de falta de caridade,

Palavras para uma Nação Laureada

Liberdade, igualdade e fraternidade,

 

Frases acutilantes dizem,

Sozinhos os meus dedos escrevem

Ao respeito entre todos Apelando,

Escrevo “Charlie”, os nossos dias iluminando!

Poema de Nuno Vicente

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top