Humor

É dos carecas que elas gostam mais… O TANAS!

loading...

Estou farto! Farto! Farto de ouvir “é dos carecas que elas gostam mais…”. Ai gostam?! Ai sim? Não sabia que o Brad Pitt era careca… Ou o Tom Cruise. Ah, já sei, o Pierce Brosnan e o Mel Gibson afinal de contas são carecas que usam perucas para conseguirem os papéis nos filmes… Sim, deve ser isso. E o António Banderas também só tem cabelo dos lados mas penteia de modo a não se notar que é calvo. Não é, pois não?! Essa história do “é dos carecas que elas gostam mais…” é toda muito bonita mas quando estamos a falar do actor lindo e maravilhoso, que as “gajas” mais gostam de ver nos filmes, raramente eles são carecas…

Digo raramente porque nos dias que correm já se começam a ver alguns carecas, como o herói que as mulheres tanto gostam. Temos o caso do Dwayne Johson, do Bruce Willis o, Vin Diesel e o Jason Statham (assim de repente só me lembro destes. Vá também temos o Sean Connery mas esse tinha cabelo antigamente.). Mas, se analisarmos bem, todos este tipos são idolatrados pelas mulheres não por serem uns ‘Don Juans’ de primeira apanha, mas porque são uns mauzões capazes de aviar porrada em meia dúzia de vilões e ainda salvar a rapariga a tempo de ver a novela da noite! Sim, meus amigos, se repararem bem todos estes actores cujas mulheres anseiam por ser possuídas à bruta e todos os homens gostariam de ser como eles, não são o herói por por serem lindos e maravilhosos mas porque são uns “bad ass” do caraças.

Agora eu pergunto, será que alguma vez pensou porque é que estes tipos têm vontade de arrear porrada em tudo e todos?! Não?! Então eu digo-lhe: porque são carecas!! Uns carecas frustrados, irritados com tudo e todos, porque Deus Nosso Senhor dos folículos capilares não foi generoso para com eles. Deus deu-lhes cabelo, sim, mas com um prazo de validade muito curto.

Outra situação que me desagrada solenemente é o facto das pessoas não considerarem um insulto chamar careca a um careca. Se for preto, cigano, gordo, caixa de óculos, etc… é um drama. “Uiiii que me estás a ofender!” agora, se dissermos: “Epá o Gil, aquele gajo que escreve crónicas parvas, o careca, estás a ver?!”, aí já não faz mal nenhum. Eles só disseram “o careca” para ajudar a perceber de quem é que estavam a falar. Sabem o que vos digo? Vão mas é chamar careca à «PIIII…» da prima deles! Até porque provavelmente é bem capaz de ser…

Só para terminar, até porque ninguém gosta de ver um careca a lamentar-se (a menos que seja um careca anão. Se for um careca anão toda a gente gosta de ver. Lembro-me de uma vez ter visto uma vez um careca anão, no carnaval, só com duas bolas da cor da pele nos pés e de resto todo nú. Estava hilariante… Parecia um pénis XXL com um pénis XXS ao pendurão. AH! AH! AH! Só de me lembrar dá-me logo vontade de rir.) Mas adiante… Ser careca é uma porcaria. Nunca sabemos se devemos usar champô ou gel de banho na cabeça, se devemos rapar o pouco cabelo que temos, na tentativa de parecer mais jovens, ou se devemos conservar o pouco que ainda nos resta. Quando vamos ao barbeiro rapar o cabelo temos pagamos exactamente o mesmo que um cliente que vá lá desbastar a sua farta cabeleira.

E pior… Alguns carecas (que não eu, claro!) apesar do Ricardo Espada achar que não têm caspa, têm caspa! E cabelo oleoso! E couro cabeludo oleoso. PORQUÊ DEUS, PORQUÊ?! Isto já é fazer pouco de mim! Quer dizer… ISTO JÁ É FAZER POUCO DOS CARECAS! (Dos outros, que não eu… Eu não tenho nada disso. Aliás, eu nem sou careca. Eu rapo o cabelo por opção. Eu tenho mais cabelo que o Tony Carreira e os irmãos Guedes juntos.) Nunca se esqueçam disso. E se por ventura se cruzarem comigo na rua e me chamarem careca preparem-se para levar uns valentes sopapos, Jason Statham style!

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top