História

A Chegada do Homem à Lua

loading...

Celebram-se a 20 de Julho, os 47 anos da chegada do homem à lua. Como dizia Neil Armstrong: “Um pequeno passo para o homem mas um grande salto para a humanidade”. Numa época em que centenas morriam no Vietname, a guerra fria pressionava o mundo e os hippies lutavam por paz e amor a humanidade também sonhava mais alto: queria chegar à lua!

ap-1-fire-cover-color

Em 1957, os Russos lançaram Sputnik, com a intenção de serem os primeiros a pisar solo lunar. Desde então Rússia e América travaram uma dura batalha na corrida pelo espaço. O projecto Apollo nasceu em 1961, quando o presidente John Kennedy prometeu que, até ao fim da década os americanos iriam pôr os pés na lua. O primeiro foguetão, Apollo 1, foi lançado 5 anos depois, em Fevereiro de 1966. Mas nunca viria a chegar à lua, pois um incêndio na cápsula, em Janeiro de 1967 acabaria por matar Virgil Grissom, Edward White e Roger Chaffee, os três tripulantes.

Ap11-s69-31740

Da esquerda para a direita: Neil Armstrong, Michael Collins e Buzz Aldrin

Apesar do choque sofrido com a morte dos astronautas, a equipa não desistiu. Os sistemas foram revistos até à exaustão, o que deu à NASA 21 meses de atraso mas Apollo 11, o quinto foguetão do projecto, acabaria por partir a 16 de Julho de 1969. Nele seguiam  Neil Armstrong, Michael Collins e Edwin Aldrin. O foguetão, Saturno 5, pesava 2900 toneladas e consumia 13600 litros de combustível por segundo aquando da sua descolagem. Em apenas 12 minutos a nave já orbitava a terra. Quando os astronautas americanos iam a caminho da lua, eis que chega a noticia que a sonda soviética Luna 15 está já na órbita lunar. Esta sonda, lançada 3 dias antes de Apollo 11, era a terceira missão soviética não tripulada que tentava chegar à lua.

No quinto dia de viagem, após mais de 100 horas de voo, Neil Armstrong e Edwin Aldrin pousam finalmente em solo lunar, sobre o qual iriam desembarcar quatro horas depois. O desembarque, acompanhado por mais de 1 bilião de pessoas em todo o mundo, tornou-se um momento histórico. Consta que Aldrin, ao descer da cápsula pouco depois de Armstrong, terá dito “Que vista maravilhosa!”, logo corrigindo para um “Maravilhosa desolação”. Efectivamente, apesar da vista espacial, a superfície lunar era escura e composta de crateras.

Claro que, para este acontecimento como para muitos outros, existem sempre muitas opiniões. Entre as chamadas teorias da conspiração, muitos dizem que não houve desembarque, que foi tudo uma farsa para que os americanos vencessem a corrida espacial contra a Rússia.

icon175x175Estas teorias baseiam-se em aspectos como o desaparecimento de alguns artefactos, nomeadamente, a rocha lunar trazida, a qualidade rudimentar de algumas imagens e alguns aspectos estranhos presentes nelas, como a bandeira americana, que parece ondular com o vento numa atmosfera que, como sabemos, não tem ar, bem como a falta de estrelas nas fotos tiradas a partir da lua.

Apenas uma farsa? Talvez. Um verdadeiro feito da vontade humana? Quem sabe! O certo é que a chegada à lua, independentemente de ter ou não acontecido, tornou-se num marco para a história da humanidade e é, até hoje, digno de celebração.

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top