Desporto

As Inovações, e Revoluções, do Presente e do Futuro

loading...

Seja bem vindo a mais uma crónica! Infelizmente o verão acabou mas isso não é razão para desanimar, pois não? Mas nem tudo é mau…as folhas estão a cair, a temperatura a diminuir, e a vontade de ficar em casa à frente da lareira tende a aumentar. Para acompanhar essa vontade de ficar sentado no sofá a ver o nosso Grande Miguel Oliveira a vencer GP’s, trago um conjunto de novidades para que o leitor dê uma rápida espreitadela enquanto espera arranque do nº 44.

Se o carro dos seus sonhos é um BAC Mono, um Ariel Atom 3.5R ou um Caterham 620R então pode começar a pensar em acrescentar mais um à sua lista: o incrível Project 2&4. Caso não conheça este exemplo de perfeição deixe-me dizer, antes de mais, que é fabricado pela Honda. Se a marca não é razão suficiente, então devo acrescentar que esta maravilha tem um motor de uma RC213V. Sim leu bem…é o motor usado no Campeonato do Mundo de MotoGP!! 999 cc de quatro cilindros e 215 cv às 13000rm são os números que pretendem convencer qualquer um que seja viciado em velocidade. Ainda assim, o motor que vem acoplado não é o nativo da RC213V até porque o Project2&4 está desenhado para andar nas estradas públicas. Traz uma caixa de 6 velocidades com dupla embraiagem DCT. O vencedor do ultimo Global Design Project pretende proporcionar o mesmo que os carros desta categoria: uma experiência de condução desportiva e perto do limite, só com a particularidade de estar a puxar pelo coração de um protótipo de corrida.

Ao que parece tanto o Fisker Karma, como Tesla Model S vão conhecer um adversário à altura! O Mission E é a nova superberlina totalmente elétrica produzida pela Porsche. Apesar de ser um veículo de 4 portas, possui 2 motores elétricos capazes de produzirem 600cv. Se estes números não convencem deixe-me dizer que é capaz de acelerar até aos 100km em apenas 3,5 segundos e apenas precisa de 12 segundos para alcançar os 200km/h. Estes números são suficientes para rivalizar com os dois modelos americanos, mas ainda assim a Porsche decidiu aumentar a fasquia quando anunciou 500 quilómetros de autonomia e um carregamento de 80% em apenas 15 minutos. No que toca à estética a marca alemã, também, decidiu fazer algo diferente através da instalação de uma abertura invertida das portas e de jantes de 21/22 polegadas.

porsche_mission_e_concept_frankfurt

Este mês trago uma excelente novidade: A Renault vai, finalmente, entrar no mercado dos automóveis híbridos. Tanto quanto se sabe a marca francesa vai disponibilizar a sua tecnologia hibrida a partir de 2016, o mais tardar em 2017.  Para já, a Renault confirma que o Mégane Hybrid Assist terá um consumo inferior a 3,1 l aos 100km e emissões de CO2 de 76 g/km. Sem confirmações, não se sabe ao certo a cilindrada do motor utilizado, mas é possível que seja 1.5, 1.6 ou 2 litros. No entanto, a Renault divulgou que “o sistema permitirá aumentar a capacidade de aceleração em determinadas fases de utilização, nomeadamente em baixo regime”. Não se sabe muito mais, além de que haverá a versão a gasolina, assim como a versão a gasóleo. Resta-nos esperar que sejam lançadas mais novidades para ver se a nova aposta da Renault é tentadora.

A Porsche continua a surpreender. Depois de o boxster e do 911 Carrera, a marca alemã vai lançar uma versão especial do Cayman – o Cayman Black Edition. Esta versão é caracterizada pelo exterior/interior em preto, além do reforço no equipamento de série. Equipamento de série esse que consiste num atualizado sistema de navegação, retrovisores com antiencadeamento automático, sensores de chuva, Park Assist, bancos aquecidos, entre outras novidades. Por outro lado, esta versão trás um motor 2.7 litros com 275cv. Além disso a Porsche dá um poder de escolha ao cliente através de alguns extras: jantes a 20 polegadas, faróis bi-xénon com sistema PDLS (Porsche Dynamic Light System) e molduras das janelas laterais em alumio. Esta versão já se encontra disponível em Portugal, através de um baratos 66.484€.

cayman

A Tesla prepara-se para alargar a sua oferta, através de um novo crossover: o Model X. Para ter a noção da qualidade desta nova aposta da marca americana, o Model X consegue ser tão rápido (3.2 segundos), em termos de aceleração, quando o comparamos com um 911 Turbo. A diferença é a unidade motriz que o move, pois será um crossover independente de combustíveis fosseis. Para o tornar único, a Tesla apostou num carro com 7 lugares, e portas que abrem verticalmente ao estilo das presentes no Mercedes SLS AMG.

Este modelo estará disponível em 2 versões: a primeira – 90D – será equipado com dois motores elétricos de 259cv, onde consegue ir dos 0-100km/h em menos de 5 segundos e com 414 km de autonomia; por outro lado o P90D combina um motor de 259cv com um de 503cv, totalizando 762cv de pura potência. Esta ultima versão é aquela que consegue uma aceleração de 3.8 segundos, isto se não ativar um modo especial que lhe faz ser tão rápido quanto um 911 Turbo. Possui uma velocidade máxima de 250km/h e espera-se que seja lançado em 2017.

A Mercedes apresentou recentemente a sua visão daquilo que será o automóvel do futuro. É possível que esta seja a versão de um futuro CLS, mas o Concept IAA (Intelligent Aerodynamic Automobile) não passa de uma visão. É algo revolucionário, muito graças ao seu baixo coeficiente aerodinamico (0,19). Este valor é alcançado através de uma mudança instantânea na aerodinâmica do carro, a partir do momento que atinge os 80km/h. Um dos aspetos mais admirados é a extensão da parte traseira do carro em 390 mm. A circulação do ar pode ainda ser otimizada no para-choques do carro através de um aumento do tamanho do próprio veiculo em 25 mm. As jantes alteram o seu raio de abertura entre 55 mm até ao ponto de se fecharem completamente. Além disso a grelha da dianteira também se pode movimentar, melhorando assim a circulação do ar na parte inferior da carroçaria. No interior do carro é tudo à base de ecrãs touch e de comandos através das mãos do condutor.

O motor do Concept IAA é hibrido plug-in a gasolina. Possui 259cv de potência e uma velocidade eletronicamente limitada a 250 km/h. Por fim, com o modo aerodinamico é possível percorrer cerca de 66km em modo elétrico.

O ano de 2015 é a continuação daquilo que tem sido feito até então. As marcas criam, recriam, evoluem e revolucionam. Todo este processo é com os olhos postos no futuro, aplicando e testando conceitos no presente. Mais uma vez, o futuro parece promissor e cada está cada vez mais virado para os interesses individuais de cada consumidor, quer seja ele adepto da simplicidade ou complexidade das coisas boas da vida.

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top