Política

A Independência dos Estados Unidos da América

loading...

A Declaração de Independência dos Estados Unidos da América foi o documento no qual treze colónias da América do Norte declararam  independência da Grã-Bretanha. Foi ratificado pelo Congresso Continental a 4 de Julho de 1776, considerando-se desde então, o dia de independência dos Estados Unidos.

Benjamin Franklin

Os ingleses começaram a colonizar a região no século XVII. A colónia recebeu dois tipos de colonização: as Colónias do Norte, uma região colonizada por protestantes europeus, principalmente ingleses, que fugiam das perseguições religiosas, ficando conhecida como a Nova Inglaterra e as Colónias do Sul, uma colonização de exploração. Exploradas pela Inglaterra. Baseadas no latifúndio, mão-de-obra escrava e na produção para a exportação para a Europa. No ano de 1754, no Congresso de Albany, Benjamin Franklin sugeriu que as treze colónias fossem unificadas, mas a sua proposta foi rejeitada tanto pelas colónias quanto pelo Rei Jorge II da Inglaterra.

As divergências existentes na Europa entre a França e a Inglaterra pela hegemonia mundial acabaram por chegar à América. Assim, entre os anos de 1756 e 1763 a Inglaterra e a França envolveram-se numa guerra pela posse de territórios na América do Norte, ficando conhecida como a Guerra dos Sete Anos. A Inglaterra, envolvida noutros palcos do conflito, deixou praticamente aos colonos a defesa das terras. A luta contra os franceses e seus aliados indígenas despertou nos colonos a consciência da sua força militar. Pela primeira vez, as Treze Colónias uniram-se em torno de um ideal comum que mais tarde culminaria na Independência dos Estados Unidos da América.

Vários líderes militares surgiram neste conflito, destacando-se a figura do aristocrata George Washington (que, mais tarde, se viria a tornar no primeiro Presidente dos Estados Unidos da América, entre os anos de 1789 e 1797). A Inglaterra saiu vitoriosa do conflito contra a França, surgindo uma forte crise económica devida aos gastos militares. Procurando recuperar, os ingleses adoptaram uma nova política administrativa sobre as suas colónias. A liberdade comercial, que os colonos possuíam até então, restringiu-se às rígidas práticas do pacto colonial.

Thomas Jefferson

Thomas Jefferson

Os colonos reuniram-se em 1775 na cidade de Filadélfia, num congresso que reivindicava a revogação do  que chamaram de “Leis Intoleráveis”, sem, no entanto, pretender a independência das colónias.  Inevitavelmente ocorreram alguns choques entre os colonos e os ingleses, dando início à guerra entre as duas partes. Em 1776, o Segundo Congresso de Filadélfia rompeu com a Inglaterra, aprovando a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América elaborada por Thomas Jefferson. A “Guerra de Independência” durou até 1781, tendo sido os colonos comandados pelo já referido George Washin­gton. A França, a Espanha e a Holanda apoiaram os colonos. A França foi quem deu maior auxílio, enviando o Marquês de La Fayette e o general Rochambeau. A vitória decisiva aconteceu em York town, na Virgínia.

No ano de 1783, em Versalhes, a Inglaterra reconheceu a independência das Treze Colónias da América do Norte. Em 1787, ficou pronta a Constituição, que definiu um regime republicano para os Estados Unidos da América, dando assim origem à primeira nação livre do continente americano. E para além do ideal de liberdade, surgiu igualmente a ideia de soberania popular, e o direito individual, representando uma enorme mudança numa mentalidade democrática e liberal.

George Washington – Primeiro Presidente dos Estados Unidos da América (1789–1797)

 

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top