BD

40 Factos que Desconhece sobre o DragonBall!

loading...

Cada um é como cada qual, e gostos não se discutem, contudo acho que toda a humanidade está de acordo no seguinte: nenhum desenho animado supera o DragonBall! Mesmo aqueles que ainda não foram inventados estão aquém da saga de Son Goku e companhia! Admito que a minha opinião é parcial, afinal de contas alguns dos melhores momentos da minha infância, e adolescência, foram passados em frente ao televisor a ver batalhas épicas que duravam semanas (literalmente). E é precisamente para os leitores mais fanáticos das aventuras das personagens mais heróicas de sempre que vai esta crónica. Aqui vão encontrar 40 factos que aposto que desconheciam sobre o DragonBall e pequenos comentários e divagações minhas.

Antes de irmos aos factos é necessário fazer dois pontos prévios. Primeiro: este top terá em conta as três sagas de DragonBall e os filmes oficiais. Sim, eu sei que todos fingimos que o DragonBall GT não aconteceu, mas vão ter de ser fortes, respirar fundo e aguentar esta crónica, ok? Vá, não façam essa cara que não custa assim tanto! Segundo: a internet pode ser um local traiçoeiro, como tal admito que alguns factos não correspondam totalmente à verdade. Não sou um especialista em DragonBall, por isso admito algumas inconsistências ou imprecisões e peço, desde já, desculpas adiantadas se tal acontecer. Agora sim, vamos aos 40 factos!

#1 – A luta entre o Son Goku e o Frieze demorou um total de três horas e meia, tornando-se assim na mais longa batalha de sempre na história dos animes. A minha pergunta é: só três horas e meia? É que para quem via um episódio, de vinte minutos, por dia a sensação que ficou é que a batalha demorou vários anos. Eu sinto que envelheci e que me cresceram alguns pêlos no peito entre o início e o fim da batalha, e não posso ter sido o único!

#2 – O cabelo dos Saiyans nunca muda ao longo da sua vida. Ou seja, por mais anos que passem os penteados vão manter-se, o que explica o facto de Son Goku, por exemplo, manter o mesmo cabelo tresloucado do início ao fim da série. Aposto que muitas mulheres ao verem o DragonBall se perguntaram várias vezes: “Ok, isto das batalhas é muito giro, e salvar o Planeta Terra é importante, mas aquilo que me conquista verdadeiramente nestes desenhos animados é…o cabelo do Son Goku! Como raio consegue ele manter aquele penteado? Ele corre, ele voa, ele trava guerras com tudo e com todos salvando várias vezes a humanidade e o cabelo nem mexe…eu basta ir à janela, e estar um bocadinho mais de vento, que se perde logo todo o trabalho de 4h da minha cabeleireira…”.

O pequeno-grande Krillin

O pequeno-grande Krillin

#3 – As seis pequenas marcas que o Krillin tem na testa são marcas de queimaduras com incenso e foram feitas na altura em que estava a treinar para ser um monge no Orin Temple. Ora aqui está a resposta a uma pergunta que eu sempre coloquei a mim mesmo. Na minha infância dei grandes quedas (felizmente nada de grave, mas obrigado pela vossa preocupação) e fiquei com muitas marcas nos joelhos e cotovelos. Contudo as marcas desapareciam passado algum tempo. E isto confundia-me. Porque raio é que as minhas marcas desapareciam e as do Krillin eram eternas? Finalmente, tantos anos depois, obtive a resposta. Mas também vos digo uma coisa: não invejo nadinha aquelas marcas (nem do cheiro do incenso gosto quanto mais de seis marcas na minha testa)!

#4 – Na versão em manga do DragonBall a nudez é usada de forma frequente e normal, especialmente com a Bulma. Nos desenhos animados a nudez também está presente, mas de forma mais dissimulada. Se a memória não me trai em Portugal não houve censura e tivemos direito a ver as partes íntimas do Son Goku e da Bulma (neste caso específico quando Goku ainda era uma criança e se estava a adaptar ao Planeta Terra). Contudo, em muitos países houve censura à nudez (e á violência também, o que não faz o mínimo sentido quando 90% do tempo é passado em combates e guerras maiores que a vida, mas ok…) em muitas cenas como, de resto, podem confirmar nos dois exemplos abaixo. Vocês não sei, mas a nudez do DragonBall nunca chocou o jovem Bruno Neves que se sentava, pacientemente, em frente à televisão. Primeiro porque não queria saber da nudez para nada (lembrem-se que aquela era a idade em que ainda não olhávamos para as miúdas) e, segundo, porque queria era ver as lutas e as transformações/evoluções deles (tudo o resto era, na minha opinião, para “encher”).

#5 – Originalmente Goten foi criado para substituir Son Goku como protagonista. Contudo essa ideia foi abandonada pouco tempo depois uma vez que os fãs não a “aprovaram”. Por um lado não são os fãs que mandam no destino da série, mas por outro sem fãs não há série…logo este é um tópico complicado. A verdade é que nunca seria possível substituir completamente Goku. Ele, a sua personalidade e o seu humor são inimitáveis e seria impossível fazer mudanças tão bruscas na série.

#6 – O verdadeiro nome do Android C17 é…Lapis. Sim, é bizarro. E siim, eu também me ri quando li esta curiosidade.

Android C17, ou melhor...Lapis.

Android C17, ou melhor…Lapis.

#7 – Por sua vez o verdadeiro nome da Androi C18 é…Lazuli. Pois, mais um nome bizarro e sem explicação aparente. E sim, mais um nome que me fez rir.

Android C17, ou devo antes dizer...Lazuli?

Android C17, ou devo antes dizer…Lazuli?

#8 – Ainda relativamente aos Androids, acompanhem o meu raciocínio. O Android C17 é, tecnicamente, irmão do Android C18, certo? Certo. E o Krillin casou-se, a certo ponto, com a Android C18, certo? Certo. Então isso significa que o Android C17 é seu cunhado e que o Dr. Gero é o seu…sogro (afinal de contas é ele o “pai” dos Android’s). Este ponto é lógico, não traz nenhuma novidade, no entanto aposto que a maioria dos leitores (tal como eu) nunca tinha visto isto por este prisma. E em parte isso acontece porque a série nunca abordou este tópico desta maneira.

#9 – Quando nasceu o poder de Broly atingia 10,000. Isto significa que, mesmo sendo um bebé, o seu poder era mais elevado do que o Coraçãozinho de Satã (322), Goku (334) e Raditz (1500) juntos! Nunca mais vou olhar para um bebé da mesma forma. A partir de agora vou sempre pensar: “Hum..que poder oculto esconde essa tua cara fofinha? Que arte marcial dominas tu seu guerreiro do espaço?”. Mas é capaz de ser melhor apenas pensar e nunca o dizer em voz alta…acho que é capaz de correr mal.

#10 – Yamcha foi sempre derrotado nos quartos-de-final do Torneio Mundial de Artes Marciais. Eu repito: sempre! Ora aí está algo que não me surpreende absolutamente nada! Todos sabíamos que o Yamcha seria dos primeiros a ser derrotado. Era algo que todos tomávamos como certo…mesmo sendo crianças de tenra idade!

#11 – De todas as vezes que aparece um grande vilão a querer conquistar ou destruir o Planeta Terra várias coisas são certas. Uma delas é que o Yamcha será morto, gravemente ferido ou já está morto quando a saga começa. Sim, ele é assim tão irrelevante. Não, não fiquei surpreendido com este facto. Aliás, o próprio Yamcha a certa altura já devia de dizer: “O quê? Chegou mais um vilão ao Planeta Terra? Pronto, não digas mais nada, estou tramado! Aposto que vou ser o primeiro a falecer. Olha só para a cara dele…aposto que está a fazer mira ao corpinho de atleta …”.

#12 – Originalmente Yamcha era um jogador de Baseball. Pois, isto pode ajudar a explicar muita coisa. Começando logo pelo facto de ser um dos lutadores mais fracos de todo o grupo (senão mesmo mais fraco, mas isso é um tema para uma futura crónica, pode ser?).

#13 – A propósito do Torneio Mundial de Artes Marciais: Son Goku apenas venceu o torneio uma vez! Ora aqui está algo que não esperava. Na minha mente o resultado do dito torneio era um de dois: Son Goku vencia e envergonhava tudo e todos ou então acabava tudo destruído e não havia um claro vencedor. Porque raio é que a organização continuava a permitir a inscrição do Goku, do Vegeta e de todas as outras personagens? Sim, porque sempre que lá metiam os pés destruíam a concorrência e as instalações, causando prejuízos inimagináveis. E o que é que lhes acontecia? Nada. Nem uma multa. Nem um processo em tribunal. O Japão é mesmo um país especial…

#14 – Akira Toriyama afirmou por diversas vezes que a sua personagem preferida era o Coraçãozinho de Satã. E tudo porque “tornar um vilão no bom da fita é um dos maiores clichés de sempre, contudo admito que criar algo assim deu-me um prazer imenso”. Eu, pessoalmente, admito que é muito difícil escolher apenas uma personagem preferida. A verdade é que gosto de praticamente todos, ainda que por razões diferentes. É impossível ficarmos indiferentes à teimosia do Vegeta, à inteligência e ao charme da Bulma, à resiliência do Krillin ou ao poder supremo do Dragão das Bolas de Cristal, por exemplo (e reparem que apenas citei quatro personagens…). Contudo o Coraçãozinho de Satã é, sem sombra de dúvida, uma grande personagem. Muito bem pensada, desenhada e criada a todos os níveis e sempre com um rumo consistente e regular (algo difícil de conseguir).

#15 – Ao longo de todas as séries Bulma é a personagem que mais vezes muda de penteado, atingindo uns impressionantes 17 estilos/cores diferentes! Mais um facto que me tinha passado completamente ao lado (algo normal tendo em conta que os penteados da Bulma era o que menos me interessava…). Sim, algumas mudanças são fáceis de detectar, contudo nunca diria que tinham sido mais de meia dúzia (quanto mais dezassete…). Caso tenha ficado com dúvidas pode sempre confirmar na imagem abaixo.

DragonBall

Estes são os 17 estilos e cores diferentes de cabelo de Bulma

#16 – O nome “Bulma” significa, literalmente…”Cuecas”. Agora pensem nos milhões de vezes que disseram “Bulma” em toda a vossa vida e imaginem tudo mas com a palavra “Cuecas”. É deprimente não é? É sim senhor. Tira toda a magia e inteligência à Bulma. Vocês não sei, mas eu garanto-vos que esta foi a primeira, e a última, vez que usei a tradução portuguesa do seu nome. Só numa nota aparte, quão irónico é que uma mulher chamada “Cuecas” apareça diversas vezes sem roupa interior (nomeadamente as ditas cuecas)?

#17 – Conseguem adivinhar quem é que fez uma pequena aparição em DragonBall? Não, não conseguem. Por mais que tentem nunca vão dizer que Hitler (sim, “O” Hitler) apareceu no filme “DragonBall Z –Fusion Reborn”. Não pensem que ele se ficou a rir, pois acabou derrotado por Goten e Trunks. Sou totalmente a favor dos maiores ditadores de sempre aparecerem em DragonBall…desde que sejam derrotados, humilhados e as crianças alertadas para os perigos da ditadura. Mas claro que isso nunca vai acontecer, até porque isso iria inviabilizar a sua transmissão nuns quantos países…

Hitler fez uma pequena aparição num dos filmes do DragonBall

Hitler fez uma pequena aparição num dos filmes do DragonBall

#18 – Vegeta, um dos lutadores mais fortes de todo o Universo tem medo de…minhocas. Todos os homens, e mulheres, têm o seu ponto fraco. E se o ponto fraco do Vegeta forem apenas minhocas, tudo bem. Mas não deixa de ser irónico que um lutador tão forte e determinado em ser sempre maior, e melhor, acabe por ter medo de um animal tão insignificante quanto a minhoca.

#19 – O Vegeta e a Bulma tiveram uma segunda filha, chamada Bra. Reparem no seguinte: a tradução do nome da Bulma é “Cuecas” e a tradução do nome da sua filha é…”soutien”. Isto é um padrão demasiado estranho para ser coincidência! O mais engraçado é que Bra é igualzinha a Bulma. Atenção, literalmente igualzinha! Falando um pouco mais a sério, seria muito engraçado perceber até que ponto é que os seus poderes estão ao nível dos restantes familiares.

#20 – Chiaotzou tem apenas um fio de cabelo. Exacto, um único fio de cabelo. Talvez por isso tenha sempre um gorro enfiado na cabeça. Tudo faz sentido agora. Fosse ele português e não usava gorro nenhum, afinal de contas “é dos carecas que elas gostam mais” (o Nuno Graciano que o diga…ou então não…).

Do lado esquerdo podem encontrar uma máscara com a cara do Chiautzo

Do lado esquerdo podem encontrar uma máscara com a cara do Chiautzou

#21 – A cara de Chiaotzou aparece numa manga da série Naruto, mais concretamente numa máscara. Não sei o porquê da escolha desta personagem por entre as largas dezenas à escolha de todas as séries do DragonBall, mas é impossível ver a imagem do lado direito e não começar a imaginar um cruzamento de universos entre os dois animes!

#22 – Durante a saga do Cell o King Kai assume que sabia a técnica da “Transmissão Instantânea”, mas que nunca a ensinou ao Goku porque este…nunca lhe pediu. Isto quer dizer que se lhe tivesse ensinado essa técnica ele podia ter regressado à Terra a tempo de salvar a vida de Coraçãozinho de Satã, Yamcha, Chiaotzu e Tien. Isto é que é um mestre, han? Vê alguns dos maiores lutadores do mundo (é escusado dizer que falo apenas do Satã, certo?) a falecer e em vez de ensinar uma técnica tão especial limita-se a ficar sentado a observar? Rico mestre, sim senhor!

#23 – Um dos pratos favoritos do Goten é “Pocky Sticks”. E qual é a relevância deste facto? Absolutamente nenhuma. Mas achei que era algo que um fanático por DragonBall ia gostar de saber. A partir de agora quando num grupo de amigos estiver aquele silêncio desconfortável já sabem o que podem dizer. Eu sei, ajudei-vos imenso. Não têm que agradecer!

#24 – As personagens de Goku, Oolong, Bulma e Yamcha foram baseadas no mítico conto chinês “Journey to the West”. O comum dos mortais nunca ouviu sequer falar nesta obra, eu sei, mas eles também nem sonham quem foi Fernando Pessoa ou Camões, por isso eu diria que estamos empatados. Se tiverem curiosidade nesta obra pesquisem um pouco mais sobre ela, vale bem a pena (como devem imaginar não a li, mas todas as referências que vi à obra elogiavam bastante e referiram-na como sendo uma obra clássica e de leitura obrigatória).

#25 – O actor Sean Shemmel, responsável pela voz de Son Goku na versão inglesa, desmaiou a meio da transformação em Super Saiyan 4 na série DragonBall GT. Isto não me espanta nada. Aliás, o que me espanta é que não estejam documentados mais casos em que os actores, e actrizes, tenham desmaiado a meio das dobragens! Sim, porque passar horas infindáveis a gritar é tudo menos normal e natural! Grande é o nosso Henrique Fiest que nunca teve sequer uma quebra de tensão! Isso sim é um homem merecedor do papel principal do DragonBall!

#26 – A mãe de Son Goku é uma Saiyan conhecida como Gine.  Outra questão que sempre me atormentou. Ok, não me “atormentou”. Mas deixava-me curioso. Nunca tinha percebido porque raio não havia uma única referência à sua mãe. E continuo a não o perceber, eu sei. Mas pelo menos já sabemos o seu nome (sempre é um avanço considerável).

#27 – Os habitantes do Planeta Namek crescem a um ritmo muito mais rápido que os humanos e os Saiyans. É por esta razão que embora tenha apenas três anos idade Coraçãozinho de Satã seja um adulto quando combate contra Goku no Torneio Mundial de Artes Marciais. Outro aspecto curioso é o facto de ele possuir apenas mais quatro anos de idade do que Gohan na Saiyan Saga.  Este é daqueles factos que nos fazem repensar tudo! Então afinal o Satã apenas tem mais quatro anos do que o Gohan? Lá se vai a imagem de sabedoria eterna e de mestre duro e exigente. Pelo menos para mim. Sim, porque agora não consigo evitar em vê-lo como um jovem com mente de idoso que tem a mania que sabe mais do que os outros.

#28 – A primeira vez que tivemos um vislumbre do Vegeta em modo Super Saiyan 3 foi no jogo DragonBall Z: Dragon Battlers, de 2009.

#29 – Por sua vez a primeira vez que sabemos que o Trunks do Futuro, o Tranks do Presente e o Gogeta podem atingir o Super Saiyan 3 é no jogo DragonBall Heroes, de 2012.

#30 – Na série “Yu-Gi-Oh” a personagem “Tyler the Great Warrior” foi inspirada no Trunks do Futuro. E, mais uma vez, se coloca a questão: quão épico seria um cruzamento entre ambos os universos? Neste caso? Pouco épico. Se no caso de Naruto isso me deixaria entusiasmado (mesmo não sendo fã e não tendo visto, ou lido, a série/manga) neste seria pura parvoíce. Mas, algo me diz que nunca veremos cruzamentos de universos (mas ninguém pensava que pudesse ser possível o regresso do DragonBall e hoje temos o “DragonBall Super” por isso nunca digam nunca!).

#31 – O Trunks do Futuro obteve a sua espada através do Tapion. A revelação acontece no filme “The Wrath of the Dragon”.  Outro facto que sempre me tinha intrigado, admito. Sempre vimos a espada mas nunca soubemos quem lha ofereceu. Já agora, Tapion não tens por aí uma outra espada daquelas que me possas emprestar? Não? Bolas, isso é que é pena….

#32 – Tão simples quanto intrigante: houve uma altura em que a personagem Nappa teve…cabelo. Sim, é mesmo verdade! Como raio é que nunca tínhamos reparado nisto? Não faço ideia. O que sei é que uma das melhores ideias que tiveram foi torná-lo careca, senão vejam por vocês mesmos:

#33 – O Buu Buu tem 5 Milhões de Anos. Exacto, cinco milhões de anos! É, para mim, dos vilões mais caricatos e engraçados de toda a série. É impossível não recordarmos imediatamente o “Buu Buu tem fomeeee” que a dobragem portuguesa ajudou a eternizar. Agora, aquela criança grande ter cinco milhões de anos é que me apanhou desprevenido, admito!

#34 – Não existem mulheres no Planete Namek uma vez que os seus habitantes são assexuados e expelem ovos pela boca. Duas palavras para isto: no-jento. E demasiado visual também. Esta era, sem dúvida alguma, uma imagem que a minha mente não precisava. Algo me diz que vou ter pesadelos com isto…

Esta é a imagem criada pelo alinhamento de todas as mangas de DragonBall

Esta é a imagem criada pelo alinhamento de todas as mangas de DragonBall

#35 – Se colocarmos todas as mangas por ordem e olharmos para as respectivas lombadas vamos encontrar um erro: Goku e Yajirobe aparecem duas vezes. Se por um lado concordo que possa ter sido intencional a repetição de Goku, por outro é impossível Yajirobe ter tamanha importância. Yajirobe é uma personagem secundária que embora seja engraçado, e mais ou menos presente, não merece a honra da repetição nas lombadas das mangas. Tanto quanto consegui apurar não existe nenhuma explicação, ou justificação, oficial para este erro.

#36 – No final da série DragonBall Z o Tartaruga Genial (que, recorde-se, é humano) tem…354 anos! Isto é possível porque (de acordo com o capítulo “Fanning the Flame” da manga japonesa) o Tartaruga Genial bebeu um elixir da imortalidade. Contudo, atenção a um detalhe: isto não significa que o eterno mestre do Goku não possa morrer um dia. Todos sabíamos que ele era idoso, agora nunca pensei que fosse assim tãooo idoso! Digam o que disserem a verdade é que foi preciso muita coragem para criar uma personagem tão particular e tão ousada como o Tartaruga Genial (pois, não se esqueçam que ele é, muito possivelmente, o maior tarado daquele universo).

#37 – A comida favorita de Trunks é Yankiku (ou, traduzindo, carne grelhada). Esperava um prato típico japonês, não um churrasco em família, confesso. Nota mental: convidar o Trunks para o churrasco do próximo fim-de-semana.

#38 – Frieza é o chefe da Galactic Trade Organization, um grupo que conquista planetas e os vende em leilão ao preço mais elevado. Toriyama baseou a personagem Frieza nos especuladores imobiliários por os considerar “o pior tipo de pessoas.” Ora aqui está uma bela forma de perder uns quantos milhares de espectadores. Sim, porque não esperam que os trabalhadores do ramo imobiliário vejam DragonBall com um sorriso nos lábios depois de ler estas afirmações não é?

#39 – De acordo com o realizador James Wang, ele nunca tinha visto um único episódio, ou lido uma única manga, antes de se envolver no filme do DragonBall de 2009. Bastava isto para saber que seria um fracasso. Se não tinha a mínima informação ou conhecimento sobre a história e as personagens então porque aceitou o desafio? Esperava um milagre? Foi pena ninguém lhe ter dito que a Nossa Senhora de Fátima tem muito que fazer,  e que não pode ir acudir à capela dele, evita-se uma das maiores desgraças cinematográficas de sempre…

#40 – Para o final deixei aquele que é o meu facto preferido. Son Goku executou o mítico Kamehameha um total de 97 vezes ao longo da série. Sim, houve alguém que se deu ao trabalho de contar todas as vezes que Goku usou o seu mais emblemático ataque. Sempre pensei que fossem milhares de vezes e não “apenas” noventa e sete. Quem acompanhava o movimento das mãos e gritava o nome do ataque em plena sala de estar ponha o dedo no ar! Melhor: quem ao fazer tudo isso olhava para as mãos com a leve esperança de algo acontecer diga “EU!” baixinho! Porquê baixinho? Porque não é propriamente o tipo de coisa de que um adulto se orgulhe, digo eu, não sei.

Admita lá caro leitor: não pensava que fosse possível oferecer-lhe quarenta factos sobre o DragonBall não era? Nem eu acreditava ser possível, quanto mais o estimado leitor! Espero que estas curiosidades tenham avidado boas memórias da sua infância, e adolescência, e que tenham ficado com vontade de rever, do início ao fim, a gigantesca saga de Son Goku, Vegeta, Bulma e companhia!

Sabem o que vos digo?
Não percam a próxima crónica porque nós, também não! (Tinha noção de que não era possível terminar esta crónica de outra forma que não esta, não tinha?)

Click to comment

Mais Lidos

loading...
To Top